Beleza Materna

Os benefícios da drenagem linfática em grávidas

 | 

Na gravidez, o corpo da futura mamãe passa por várias mudanças, além de algumas dores. Entre os casos, 75% das grávidas desenvolvem alterações como a retenção de líquido, principalmente nas pernas e nos pés, que os faz ficarem inchados. Profissionais da área comentam que a drenagem linfática em grávidas pode trazer muitos benefícios.O procedimento consiste numa técnica de massagem leve e suave, que ajuda a estimular a circulação do sistema linfático e a eliminar o excesso de toxinas no organismo da gestante.

É aconselhável que este procedimento seja feito a partir do 3º mês de gestação, mas tudo vai depender do diagnóstico e liberação do médico obstetra. Daí a importância de um bom pré-natal, pois em alguns casos, há contra-indicação para a realização da drenagem linfática.

Entretanto, só o médico pode dizer se a grávida está apta para fazer o procedimento sem risco ao bebê. Para as que obtém a indicação de drenagem linfática em grávidas, o tratamento é feito em duas vezes sessões por semana, geralmente, ou dependendo da necessidade específica de cada da gestante.

Leia também: Dez alimentos indispensáveis para manter a pele saudável na gestação

A técnica de drenagem deve ser realizada por profissionais habilitados e especializados, como esteticistas, fisioterapeutas de massagem, que conheçam profundamente todo o funcionamento do corpo, e médicos especializados. Casa sessão segue um ritmo leve e lento, já que a área da barriga não deve ser massageada, visto que pode estimular as contrações uterinas, como afirma a esteticista especialista em drenagem linfática Bruna Cortezão. “Se não for executada corretamente, trará riscos ao bebê, pois existem pontos do corpo que estão ligados diretamente ao útero e, consequentemente, poderão haver complicações seríssimas”.

drenagem linfática em grávidas 2 - Pixabay

A drenagem linfática em grávidas, traz inúmeros benéficos à futura mamães, além da diminuição de inchaço e de líquidos, melhora a oxigenação dos músculos, ajudando no relaxamento, aliviando tensões e dores. “Os movimentos corretos da drenagem irão amenizar esse inchaço, as celulites, as toxinas do organismo, melhora o metabolismo e traz uma sensação de bem-estar”, enfatiza Bruna Cortezão.
Segundo a fisioterapeuta Ivana Pinheiro, “a drenagem linfática atua na fluidez da linfa, ‘limpando’ o sangue das impurezas e reduzindo inchaço generalizado ou local, que normalmente é ocasionado por congestionamento de líquidos acumulados entre células e resíduos metabólicos”.

Além da gravidez, a técnica beneficia na recuperação pós-parto, ajudando tanto na parte física quanto estética da mãe, já que estas podem dar continuidade ao tratamento já no segundo dia após o parto, ainda dentro da maternidade. No caso das mamães que cesarianas, porém, o procedimento é mais delicado e requer uma autorização médica.

A drenagem linfática em grávidas pode ser feita em clínicas ou em domicilio, havendo um local bem confortável para a grávida. Sempre acompanhada de um profissional capacitado, para que não haja risco nem para mãe e nem para ao bebê, dando sempre atenção as técnicas que devem ser aplicas corretamente.

Mayane Batista
Especial F&T

1 Comment

  1. Pingback: Mães empreendedoras: os desafios de quem vive entre fraldas e negócios

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *