Festas&Decor

Brincadeiras lúdicas que mais fazem sucesso nas festas infantis

 | 

 

brincadeiras lúdicas

Consideradas do ‘tempo da vovó’, recreações como cantiga de roda, amarelinha, pula-saco, pega-pega, cabo de guerra e a contação de histórias continuam mais atuais que nunca. Essas brincadeiras lúdicas, simples e sem uso da tecnologia têm sido cada vez mais apreciadas nas festas infantis, conquistando o interesse não apenas das crianças, mas também de adultos, que podem reviver com seus filhos boas lembranças de sua própria infância.

Data mais que especial para os pequenos, o dia do aniversário é um momento muito esperado pela criançada, sobretudo pela diversão com os amiguinhos. Especialista em animação de festas infantis, Wanessa Carvalho comenta que as brincadeiras lúdicas fazem com que as crianças passem mais tempo interagindo entre si.

Algumas brincadeiras propostas são até desconhecidas da garotada, mas a integração é muito maior que as proporcionadas por equipamentos eletrônicos, por exemplo. O compartilhamento de espaços e o sentimento de cooperação dão asas às atividades e dinâmicas pré-estabelecidas para o momento da festança, segundo Wanessa.

Leia também: Criatividade: mamães capricham na organização do mesversário

Também especializada no resgate das brincadeiras lúdicas, a Companhia Trilhares, de teatro, faz sucesso nas festas infantis de Manaus com uma proposta semelhante à de Vanessa. Normalmente, as atividades são aplicadas ao ar livre, como piscinas, campos, parques e áreas verdes. A garotada que mais curte a proposta tem idade entre 6 e 10 anos. A atriz e animadora Rafaela Margarido, integrante da companhia, comenta que quando são contatados, “os pais dizem logo que a preferência é por brincadeiras lúdicas”.

Rafaela conta ainda que quanto mais movimento, seja de correr, pular ou jogar bola, mais interessante é para os participantes.

Faixa etária
As brincadeiras são adaptadas conforme a faixa etária do aniversariante e dos convidados. Atividades elaboradas a partir da utilização de materiais simples, como papéis, corda, fitas, tinta e elementos da natureza realizam, de forma eficaz, o resgate do lúdico.

Crianças menores de 3 anos apreciam mais as oficinas de desenho, teatro de fantoches e contação de histórias

Crianças entre 3 e 12 anos curtem pular corda, corrida de saco, bambolê, do ‘coelho sai da toca’ e brincadeiras de pega-pega (‘manja’, como é conhecida em algumas regiões do Brasil).

Leia também: Guloseimas saudáveis para festas infantis. Sim, é possível!

“O nível de dificuldade é adaptado para cada faixa etária. Fazemos um circuito intercalando várias brincadeiras”, explica Wanessa, que trabalha nas festas infantis em parceria com a amiga e sócia Andrea Bandeira.

“Por meio de pesquisas, conhecemos o trabalho da pedagoga italiana Maria Montessori. Adaptamos a metodologia a nossa realidade e começamos a divulgar em uma página do Facebook”, conta Vanessa, que pode ser encontrada na página ‘Brincando no Ateliê’.

Ainda conforme a animadora de festas infantis, crianças menores de 3 anos apreciam mais as oficinas de desenho, teatro de fantoches e contação de histórias. A percepção musical dos pequenos é mais sensível, fazendo com que eles participem, inclusive confeccionando os fantoches de rolinhos de papel higiênico, caixas vazias e garrafas pet, entre outros. A maioria dos shows não passa de uma hora.

Brincadeiras

A lista de brincadeiras lúdicas tradicionais é extensa, mas filhos&tal listou abaixo algumas das mais apreciadas nas festas infantis. Confira:

brincadeiras lúdicas

Quanto mais movimento, seja de correr, pular ou jogar bola, mais interessante é para os participantes

Cabo de guerra
Considerado uma atividade esportiva, envolve duas equipes que competem entre si em um teste de força e musculação, puxando a corda.

brincadeiras lúdicas

Caça ao tesouro
Após arrumar os prêmios e as pistas, a criançada deve sair em busca do tesouro, que pode ser um brinquedo ou alguma coisa gostosa de comer, como um caixa de chocolate, por exemplo.

Contação de histórias
Esta pode ser falada ou cantada. A ideia é despertar o imaginário a partir de uma pequena encenação ou leitura encenada. O leitor é responsável por dar vida aos personagens com entonações expressivas na voz.

Leia também: As top animações que bombam como temas de aniversários infantis

Dança das cadeiras
Haverá sempre uma cadeira a menos que o número de participantes para esta brincadeira. Eles devem correr em volta das cadeiras enquanto ouvem uma música. Quando esta cessa, todos têm de se assentar e o que não consegue sai, até que fique um único participante, que é o vencedor.

Barra bandeira
Os participantes são divididos em duas equipes, sendo que cada uma deve proteger seu território. A ‘bandeira’ pode ser desde uma fita amarrada num cabo de vassoura até um galho seco, sendo colocada em um dos extremos do campo de cada time. Vence quem conseguir tomar a bandeira do time adversário.

Bambolê
Apreciado principalmente pelas meninas com idade a partir dos seis anos. Os participantes giram o arco em volta da cintura. O que consegue ficar mais tempo com o bambolê é o campeão. Pode se aumentar a dificuldade usando mais de um bambolê.

Mímica
Nessa brincadeira até os adultos se divertem. Alguma criança ou o próprio animador faz a mímica e os participantes tentam adivinhar do que se trata.

festas infantis

O resgate das brincadeiras lúdicas faz sucesso nas festas infantis

Oficinas de desenhos
Nestas são disponibilizadas folhas em branco ou com desenhos para que as crianças possam colorir conforme a sua criatividade. Os pequeninos adoram.

Teatro de fantoche
Os animadores usam vozes e gestos engraçados para a realização da brincadeira. Algumas vezes, as crianças estimuladas participam da criação de histórias com diferentes personagens. A apresentação dura em média de 5 a 10 minutos, dependendo do número de participantes.

Conceição Melquíades
filhos&tal

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *