Bem-estar

Crianças com problemas de visão – saiba como prevenir e tratar desde cedo

 | 

O número de meninos e meninas, entre 6 e 9 anos, que precisam usar óculos de grau passou de 10% para 20% na última década, segundo dados recentes do Conselho Brasileiro de Oftalmologia. Os casos de crianças com problemas de visão, porém, não se restringem a essa faixa etária. Algumas são afetadas desde muito pequenas, daí a importância de cuidados como o Teste do Olhinho, que deve ser feito logo após o nascimento do bebê.

Também conhecido como Teste do Reflexo Vermelho, o exame neonatal, oferecido inclusive pelo Sistema Único de Saúde (SUS), serve para diagnosticar precocemente doenças de visão como a retinopatia da prematuridade, catarata congênita, traumas de parto, tumor, glaucoma, estrabismo e cegueira.

“O Teste do Olhinho é a inspeção do reflexo que a retina apresenta, para saber se a criança nasceu com algum problema”, explica o oftalmologista Paulo Roberto Silva.

Leia também: Teste do olhinho deve ser feito em crianças de até um ano de idade

Já o oftalmologista Eugênio Rocha, do Centro de Diagnóstico Oftalmológico (CEDOA), alerta para os cuidados e observações que se deve ter também com problemas de visão nas crianças já crescidinhas. “Os pais, e também os professores, devem ficar atentos a qualquer atitude anormal das crianças em relação a visão, como, por exemplo, apertar as pálpebras quando está lendo, aproximar demais o objeto no rosto e tropeços que levam a quedas constantes”, orienta.

Geralmente, as crianças de zero a oito anos de idade são as que mais apresentam problemas de visão, principalmente as que estão em fase escolar. Por isso, ao perceber qualquer sintoma deste sentido, os pais devem levar imediatamente os filhos ao oftalmologista, que é o profissional indicado para fazer o diagnóstico. Quanto mais cedo procurar tratamento especializado, melhor para prevenir possíveis complicações na visão da criança.

Crianças com problema de visão - Pixabay

Após exames, dependendo de cada situação, “a criança deve usar óculos o mais cedo possível, para que não haja comprometimento da sua visão no futuro”, afirma o doutor Eugênio.

Dificuldade na leitura, lacrimejar e dores de cabeça são frequentes com as crianças que têm problemas de visão. Além disso, a falta de atenção e o baixo rendimento na escola também podem ter relações com a falha no globo ocular da criança. O cuidado com a visão do pequeno deve começar desde cedo.

Quanto antes os pais levarem seus filhos para um consulta médica, maiores as chances de prevenir e cuidar dos problemas de visão. “No futuro, essa criança pode perde a visão, ter dificuldade para arranjar emprego e acarretar prejuízos evitados ainda na infância”, comenta o oftalmologista Paulo Roberto Silva.

Outros problemas 

Além de enfrentar o problema na visão desde cedo, muitas crianças ainda se deparam com o bullying, preconceito e muitas vezes, discriminação. No ambiente escolar, esse tipo de situação acontece com bastante frequência e deve ser analisado pelos pais e professores.

Com 27 anos, a universitária Walcilene Coelho relata os desafios enfrentados após descobrir a necessidade de usar óculos de grau, ainda aos 12 anos de idade. “Me chamavam de quatro olhos, cega. Eu chorava bastante, não queria mais usar óculos nos primeiros dias”, relata

Dicas e cuidados

– Afastar as crianças dos produtos de limpeza e medicamentos que possam causar irritação ou problemas mais sérios aos olhos;

– Evitar que a criança tenha contato com a luz alta de alta de computador, celular ou televisão por tempo excessivo;

– Exposição ao sol somente com óculos escuros, pois pode acontecer a degeneração ocular, levando à cegueira;

João Paulo Castro
Especial para F&T

1 Comment

  1. Pingback: Acompanhar o que as crianças consomem na Internet é fundamental

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *