Beleza Materna

Hidratante ajuda a evitar estrias na gestação. Mito ou verdade?

 | 

É certo que a gravidez é um dos momentos mais esperado pela mulher, porém, com ela vêm algumas preocupações e dúvidas, principalmente quando se trata de cuidados com a pele. Comum em quase 90% do público feminino, as temidas estrias na gestação ainda escondem alguns mitos e verdades sobre as causas que provocam o seu aparecimento e também sobre os tratamentos que podem evita-las, incluindo o uso de hidratante.

Leia também: Pressão alta na gravidez, entenda os riscos e busque tratamento

Para ajudar as futuras mamães a se prevenirem contra as estrias na gestação, filhos&tal conversou com o dermatologista Pedro Coutinho, que esclareceu algumas dúvidas sobre o assunto, inclusive, se o hidratante realmente ajuda a evitar.

A princípio, o médico revelou que a gravidez é um período dramático em termos de transformações no organismo. Por nove meses, a mulher sofrerá alterações fisiológicas e morfológicas profundas, sendo as estrias uma das principais mudanças estéticas.

Mas o que são estrias?

Segundo o dermatologista, a estrutura da pele é formada basicamente por duas camadas: a epiderme (superficial) e derme (profunda). Avaliando estruturalmente essa camada mais profunda, observa-se dois importantes componentes que garantem sustentação, firmeza e elasticidade local, que são as fibras de colágeno e a elastina.

Pixabay-hidratação

O dermatologista explica que, no momento em que há a distensão ou rompimento dessas estruturas, a pele torna-se mais fina, muda sua coloração, tornando-se inicialmente mais vermelha, e adquire um trajeto linear de dimensões variáveis. Essas são as famosas estrias, cujas causas são inúmeras, incluindo fatores genéticos, hormonais e, principalmente, condições que promovem a distensão da pele, como a gravidez.

“As estrias na gestação constituem um achado fisiológico comum, acometendo até́ 90% das grávidas, em intensidade e extensão variáveis, às vezes desfigurantes. A ocorrência de estrias na gestação é um fenômeno multifatorial, ligado possivelmente à alguma predisposição constitucional, ao ganho de peso e à faixa etária da gestante. Porém, entre esses, o fator mecânico, ou seja, o aumento do volume abdominal da mulher grávida é, sem dúvida, o principal responsável”, esclarece o dermatologista.

Prevenção

O especialista afirma que o surgimento das estrias nas gestação é mais importante no abdome, mas podem também ocorrer nas mamas, axilas, glúteos, área inguinal interna e coxas, principalmente, no último trimestre, quando a distensão atinge seu grau máximo rapidamente.

Leia também: As melhores dicas sobre como higienizar os dentes do bebê

A prevenção das estrias na gestação se dá basicamente de três formas: controle de peso, evitar a exposição ao sol e fazer uma boa hidratação da pele.

De acordo com o médico, a hidratação da pele é sem dúvida a forma mais eficaz de evitar o aparecimento de estrias nesse período e a gestante deve elencar como prioridade essa etapa, portanto, não é mito!

É indicado que a mulher aplique o creme pelo menos duas vezes ao dia, devendo usar formulações que contenham ureia até 3%, vitamina E, lanolina e óleos, sendo que apenas os óleos não previnem de forma eficaz. O dermatologista destaca que é contraindicada a hidratação dos mamilos, pois a pele dessa região deve estar mais endurecida para suportar a sucção do bebê na amamentação.

“A hidratação da pele deve ser diária e os cremes hidratantes aplicados com uma massagem, afim de aumentar a microcirculação local. Deve-se hidratar a pele após o banho com emulsões, cremes e óleos e isso resultará em bom resultado estético para a gestante”, orienta o dermatologista.

Grávida de sete meses, Lorena Mousinho revela que a hidratação diária feita desde as primeiras semanas da sua gestação foi fundamental para evitar que as estrias aparecessem no seu corpo. Ela ressalta que a orientação do especialista também foi importante neste período de prevenção.

“Em nenhum momento descuido da hidratação da minha pele, principalmente neste período de gestação. Todos os dias passo hidratante e óleo no meu corpo todo. Vejo que esse processo fez muita diferença. Apesar da minha barriga ter esticado muito nos últimos dias, ainda não tenho nenhuma estria”, disse a futura mamãe.

Gerson Freitas
filhos&tal

 

2 Comments

  1. Pingback: Parto humanizado exige acompanhamento adequado, dizem especialistas

  2. Pingback: Micropigmentação na sobrancelha pode afetar a gravidez?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *