Comportamento

Meninas que ainda não têm seios devem usar sutiã?

 | 

“O primeiro sutiã a gente nunca esquece”. A frase, que ficou famosa a partir de um comercial dos anos 80, retrata um período muito importante na vida da mulher: quando ela está passando do estágio de menina para o de mocinha. E na peça publicitária a que nos referimos, a modelo representava uma adolescente com idade entre 11 e 12 anos, que ainda não tinha o acessório ‘tão marcante’ para o sexo feminino. Porém, de lá para cá, a indústria da moda tem desenvolvido a peça para meninas cada vez mais jovens, com idades entre 8 e 10 anos, o que, muitas vezes, causa discussões polêmicas. Uma delas, claro, diz respeito a tornar precoce demais um estágio da vida que chega em idades diferentes para cada pessoa, o que está mais no âmbito da educação familiar e do que acreditam cada mãe e pai. Mas a outra diz respeito ao desenvolvimento fisiológico dos seios, fazendo com que muitas pessoas tenham impressões equivocadas do fato.
Em um texto divulgado pela assessoria da marca de moda íntima Lutestil, a mastologista e ginecologista Milca Chade esclarece que a função do sutiã nas garotas dessa faixa etária é melhorar o suporte e impedir que a mama seja notada. “O uso da peça se faz necessário normalmente a partir dos oito, nove, dez ou onze anos. Essa idade de início é variada, pois a menarca acontece em momentos diferentes para cada menina, mas a mama costuma se desenvolver um ano e meio antes da primeira menstruação”, revela.

O sutiã é de bojo sem aro para não incomodar - foto: divulgação

O sutiã é de bojo sem aro para não incomodar – foto: divulgação

Quanto à dúvida frequente dos pais sobre o uso da peça ajudar no desenvolvimento do seio, a ginecologista afirma que “esse processo se inicia por volta dos 9 anos de idade (com variação de dois a três anos), se intensificando a partir da puberdade com o amadurecimento hormonal. O crescimento geralmente se completa por volta dos 17 ou 18 anos”.
Ela segue afirmando que “apenas mudanças hormonais podem fazer os seios se desenvolverem mais, como, por exemplo durante a gestação ou com o uso de pílula anticoncepcional. Normalmente, o tamanho das mamas obedece a genética familiar, idade, ganho ou perda de peso e histórico de gestações e lactação. Podemos dizer que o sutiã ajuda a mama a crescer sem deformidade”.
A doutora ainda explica que usar sutiã não previne doenças, mas que a mulher deve optar por uma peça confortável, evitando a alteração da circulação local. O uso do modelo ajuda a não ter flacidez precoce (queda das mamas) e principalmente alivia a dor mamária.
Polêmicas à parte, o fato é que o interesse e procura por sutiãs pelas meninas mais jovens tornou-se cada vez maior, e a indústria da moda, claro, tem aproveitado esse filão de demanda para lançar no mercado produtos que se tornam ainda mais objetos de desejo desse público. A linha teen Lutestil procura atender a todas as meninas, desde as que querem algo mais moderno e divertido até às mais discretas, que usam mais pela funcionalidade da peça, para não marcar o uniforme do colégio, por exemplo.

Redação Filhos&Tal

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *