Educação

Como ajudar a criança na adaptação aos primeiros dias de escola

 | 

Tanto para quem trocou de colégio como para quem está começando a estudar, a adaptação aos primeiros dias de escola nunca é fácil. Para ajudar nesse processo, a vice-presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino Privado do Amazonas (Sinepe-AM), Laura Cristina, preparou algumas dicas, direcionadas principalmente aos pais e mães cujos filhos estão iniciando na vida escolar.

Quando a criança é muito pequena a atenção deve ser redobrada, pois essa será a primeira separação dela e os pais, por isso, deve ser cuidadosamente planejada, tanto pela escola, quanto pela família. “Preparar a rotina para essa nova fase é essencial, então, vale conversar com a criança, explicando sobre a nova escola, que será um local que vai fazer parte do dia a dia dela, que lá ela conhecerá novos amiguinhos, brincadeiras e músicas”, orienta Laura.

Leia também: Como adaptar o cérebro das crianças para o fim das férias escolares

Ajudá-la a arrumar o uniforme e colocar os materiais na mochila, no dia anterior, também é uma forma de incentivá-la nessa adaptação aos primeiros dias de escola. Outra dica é, no primeiro dia, deixar a criança levar um objeto de sua preferência, que represente uma conexão entre ela e a sua casa.

“A adaptação aos primeiros dias de escola acontece de forma muito singular, porque cada escola traça a sua estratégia. Entre as mais comuns, geralmente é pedido que o responsável pela criança permaneça no estabelecimento de ensino, até que ela consiga adquirir confiança na professora, na professora auxiliar e nos adultos que a partir daquele momento passarão a conviver com ela no ambiente escolar”, destaca a vice-presidente do Sinepe-AM.

crianças-se-adaptando-aos-primeiros-dias-de-escola

Foto: Agência Brasil

O responsável pelo aluno irá interagir na rotina e aos poucos vai se afastando, até que a criança não chore e nem sinta tanto a sua falta. “Uma grande mudança que podemos ver na adaptação é a resposta da criança. Algumas nem choram, inclusive, dão tchauzinho para o pai e a mãe. Mas há outras que choram. Tudo isso é completamente normal. Cada criança responde de uma forma”, explica Laura Cristina.

Outra estratégia nessa adaptação aos primeiros dias de escola é liberar a criança mais cedo, sem que precise cumprir o horário integral. A vice-presidente do Sinepe-AM conta que é interessante, também, a escola disponibilizar nesse período de adaptação brinquedos e atrativos, como massa de modelar, instrumentos musicais e giz de cera, para que distraia a criança e ajude-a a se desligar um pouco do vínculo familiar.

Com informações da assessoria