Bem-estar

Agosto Dourado: incentivo ao aleitamento materno nos primeiros meses de vida

 | 

Com o intuito de reduzir os índices de mortalidade neonatal, o oitavo mês do ano chega intensificando as ações de promoção, proteção e apoio à amamentação, através da campanha Agosto Dourado. Dados da Organização Panamericana da Saúde (Opas) – instituição ligada à Organização Mundial de Saúde (OMS) – apontam que, em menos de cinco anos em todo mundo, o aleitamento materno nos primeiros anos de vida seria capaz de salvar mais de 820 mil crianças.

Em reforço a esse ato de amamentar, o mês conta com uma série de programações. Até esta sexta (7), acontece a Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM) 2020, com o tema “Apoie o Aleitamento Materno por um Planeta Saudável”. Por conta da pandemia do novo coronavírus, a agenda de atividades é realizada em formato virtual.

A melhor conexão é na hora do mamaço

Hora do mamaço, a hora de maior conexão entre mamãe e bebê -fotos:divulgação

É o caso da Hora do Mamaço, realizada desde 2011 em Manaus pela Roda de Mães Baré. Neste ano, o grupo pretende postar massivamente fotos de amamentação na sexta (7), o ‘dia D’, conforme votado pela organização do evento em território nacional, ao qual o Roda de Mães Baré está vinculada. “Teremos tipo um ‘overposting’, com a publicação de fotos amamentando e as hashtags do dia [#smam2020, #ahoradomamaço2020, #amamentarésustentável]”, pontuou a coordenadora do grupo, Fernanda Caligare.

Desde o dia primeiro de agosto, a Roda de Mães Baré também tem feito postagens em suas redes sociais (@rodademaesbare4 – Instagram/ Roda de Mães Baré – Facebook) em alusão ao tema. Como não poderia deixar de ser, Fernanda fez parte das publicações, deixando uma mensagem sobre a importância do aleitamento materno em sua vida: “A amamentação foi um porto seguro para mim e para meu bebê, onde nos encontrávamos e nos nutríamos mutuamente”.

Leia também: Amamentação pode ajudar no combate à obesidade infantil, diz OMS

Incentivo à amamentação em todo território nacional

Mãe dando o melhor alimento para fortalecer seu bebê

A maior e melhor fonte de nutrientes para os bebês é o leite materno

O leite materno é o melhor alimento para recém-nascidos e crianças com até dois anos, de acordo com a OMS. Cientes disso, todos os entes federativos reforçam o apoio à amamentação no Agosto Dourado.

Alinhado com o tema da World Alliance for Breaseeding Action (WABA) – Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno) –, idealizadora da SMAM, o Ministério da Saúde lançou, na última terça (4), a campanha publicitária “Apoie a amamentação: proteger o futuro é um papel de todos”, que pretende mostrar que os benefícios do aleitamento materno alcançam não somente a mãe e o bebê como toda a sociedade. Com filme, cartaz, folder e peças digitais, a campanha será veiculada até o próximo dia 17.

Já a Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas (Susam) lançou a campanha “Doe um Frasco de Amor”, para arrecadação de potes de vidro para o Banco de Leite Humano (BLH) do Estado. As doações podem feitas de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, no BLH da Maternidade Ana Braga, situada na avenida Cosme Ferreira, s/nº, bairro São José; no BLH Galileia da Maternidade Azilda da Silva Marreiro, localizada na avenida Samaúma, 630, Cidade Nova; e no BLH da Maternidade Balbina Mestrinho, situada na rua Duque de Caxias, 1.142, Praça 14. As doações a partir de 10 potes devem ser agendadas pelos telefones 3647-4235 (Ana Braga), 3182-4509 (Balbina Mestrinho) e 3643-5523/ 99170-5783 (Azilda Marreiro). Nesse último caso, as equipes dos Bancos de Leite vão até o local onde está o doador.

Para a SMAM, a Susam tem promovido seminários e palestras virtuais. Os eventos acontecem desde segunda (3) pelo canal da Secretaria no YouTube (https://bit.ly/312Fc0n) ou pelo aplicativo Mano (Canal “seduc-info”).

Em nível municipal, a Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) deu início às atividades de promoção da SMAM por meio de um webinário, realizado na última segunda (3). Para o Agosto Dourado, outras ações seguem sendo promovidas pela Prefeitura de Manaus, como atividades nas maternidades, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nos espaços de acolhimento para os indígenas venezuelanos warao, com o intuito de promover a interação dos profissionais de saúde com as mães, bebês e família.

Leia também: Desnutrição materna e microcefalia estão correlacionadas, diz pesquisa

Agosto Dourado e SMAM

A história da SMAM teve início antes mesmo do Agosto Dourado, através de um encontro, em Nova York, entre a OMS e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em 1991, que tinha como meta acompanhar o nascimento da Declaração de Innocenti (documento voltado para amamentação) e elaborar ações para conscientizar sobre a causa. O que era para ser apenas um dia de celebração, virou uma semana, coordenada pela WABA desde 1992.

No Brasil, a SMAM é comemorada desde 1999, sob a coordenação do Ministério da Saúde. Para marcar a 25ª SMAM, o Congresso Nacional instituiu, em 2017, por meio da Lei nº 13.435, de 12 de abril, o mês de agosto como o Mês do Aleitamento Materno, o Agosto Dourado. O ‘dourado’ faz alusão à definição da OMS de que o leite materno é o “alimento de ouro” para a saúde dos bebês.

No âmbito do estado do Amazonas, o Agosto Dourado foi estabelecido oficialmente pela Lei estadual nº 5.081, de 08 de janeiro de 2020. Já no Calendário Oficial do Município, a programação foi incluída em 2014, pela Lei nº 1.925, de 13 de novembro do mesmo ano.

Luana Gomes