Educação

Estudantes e os desafios de escolher a profissão em meio à pandemia

 | 

Com a definição das datas das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e demais vestibulares, a pressão de escolher uma profissão aumenta, principalmente com as incertezas em meio à pandemia de Covid-19. Para ajudar os estudantes nessa missão, desde o 9o. ano, o Colégio Martha Falcão realiza um trabalho de orientação profissional que analisa as vocações, habilidades, aptidões, prioridades e pontos fortes e fracos dos jovens.

“É uma jornada de autoconhecimento, onde os alunos identificam o perfil de personalidade, profissão e áreas de interesse e, a partir do 1° ano do Ensino Médio, passam a participar, a cada dois meses, de eventos, rodas de conversas e atividades com profissionais e egressos das áreas que mais aparecem na orientação”, explica a psicóloga do Colégio Martha Falcão, Elenara Perin.

Durante essas apresentações, os jovens conhecem como foi o início da vida acadêmica até detalhes de cada profissão, como jornada de trabalho, faixa salarial, mercado, prós e contras, áreas de atuação, entre outros que podem ajudar no desafio de desafios de escolher a profissão.

Leia também: Cai percentual de crianças e adolescentes sem acesso à internet

“Isso tudo acontece de forma presencial, porém, em virtude da pandemia, essas atividades passaram a se tornar on-line, o que possibilitou que alunos interajam com profissionais de fora do Amazonas e até do Brasil”, informa a psicóloga.

Na última semana, estudantes do Martha Falcão participaram de uma live sobre uma área em que não há especialistas no Amazonas: a medicina aeroespacial. O evento, que teve como tema as “Relações entre o Ser Humano e o Espaço Sideral em Diferentes Perspectivas: Científica, Biológica, Psicológica e Arquitetônica”, contou com a participação da médica Thais Russomano, diretamente de Londres.

“O evento trouxe aos nossos alunos e para nós, profissionais da área da educação, conhecimento do dia a dia do profissional de medicina aeroespacial. Como funciona a alimentação de um astronauta, quais são os cuidados de saúde, além de perspectivas futuras de, nos próximos 30 anos, o turismo espacial ser uma realidade, foram abordados durante o bate-papo”, revela Elenara.

Para a aluna Mariana Scaini, 17 anos, do 3° ano do Ensino Médio, essas atividades apenas confirmaram o que ela já sabia. “Sempre quis cursar medicina, o trabalho de orientação profissional do Colégio Martha Falcão só me deu a certeza do que eu havia escolhido”, comenta a jovem, que tem como meta a aprovação no Enem ou vestibular da Universidade Estadual do Amazonas (UEA).

Com informações da assessoria