Beleza Materna

Grávidas podem usar salto alto no período da gestação?

 | 

 Usar ou não salto alto no período da gestação é uma dúvida que cerca a maioria das mulheres grávidas. Isso porque, para alguns especialistas, não há problema em usar, para outros, porém, a recomendação é substituir o salto por sandálias baixas, tênis ou sapatilhas. Diante dessa divisão de opiniões, a obstetra e ginecologista Cristiane Vianez aconselha que a gestante opte por o que for mais confortável, prezando sempre pela sua segurança. “Independentemente da escolha, o importante é que a grávida se sinta à vontade e segura. Algumas delas, por serem acostumadas a utilizar salto no dia a dia, seja por exigência do trabalho ou por um estilo pessoal, não conseguem evitar o uso durante a gravidez. Eu sempre faço alertas sobre os riscos, pois o salto requer técnicas de equilíbrio, o que na gravidez devem ser redobradas. Qualquer deslize pode gerar um acidente”, diz a especialista.

De acordo com a médica, alguns obstetras não concordam com o uso do salto alto no período da gestação justamente por causa dos riscos. “É importante enfatizar que toda prescrição ou orientação médica visa prevenir a integridade física e emocional de qualquer paciente. Não é que o salto em si faça mal ou comprometa a gestação, porém, se não houver prática e cuidado, pode sim acarretar alguns problemas. Chega um período na gravidez que os pés incham muito e o uso se torna difícil. Se a mãe insistir, causará dores não só nos pés, mas no corpo inteiro”’, alerta Cristiane.

Leia também: Malhação na gravidez ajuda a manter a forma e na preparação para o parto

mulher usando salto alto no período da gestação

O uso do salto alto no período da gestação deve ser pensado com cuidado – foto: Pixabay

A especialista explica que, para mulheres que não são acostumadas ou não possuem prática alguma, o uso do salto alto no período da gestação pode complicar principalmente a partir dos cinco meses, visto que nessa fase a gestante já ganhou muito peso e sofreu alterações no corpo.

“Essa e outras mudanças fazem com que as grávidas andem um pouco devagar e com dificuldades. Se estiverem de salto, a caminhada será mais cansativa. Então, automaticamente, elas já sentem a necessidade de substituí-lo por um sapato que lhe ajude a andar com mais segurança e conforto. É claro que isso não é uma regra para todas, pois já cuidei de uma paciente que usou salto alto no período da gestação e não relatou nenhum problema. Pelo contrário, se sentia até melhor, devido não ser acostumada a usar sapatos baixos antes da gravidez”, relata a obstetra.

A médica salienta que, independente do gosto opcional de cada gestante, o ideal é que realmente seja usado o que for mais confortável para os pés. “Nem sempre uma sapatilha vai deixar a gestante à vontade. Se os pés tiverem inchado muito, por exemplo, sapato fechado causará um estresse enorme. Nesse caso, o melhor é recorrer às sandálias de dedo. Ou seja, a escolha do sapato vai variar muito de grávida para grávida”, enfatiza Cristiane.

Bruna Amaral
Redação Filhos&Tal