Bem-estar

Hematoma de erupção no nascimento dos dentes do bebê é transtorno

 | 

O nascimento dos dentes do bebê é um dos momentos mais aguardado pelos pais, e também um dos mais temidos por estes. Aguardado porque representa uma nova fase no desenvolvimento da criança, o que geralmente ocorre a partir do sexto mês, e temido por causa dos diversos incômodos que esse processo causa nos pequenos. Nesse contexto, um dos problemas que podem ocorrer é o chamado hematoma de erupção, um inchaço que aparece na gengiva e que pode ser ou não indolor. Para explicar melhor o assunto às suas leitoras e leitores, Filhos&Tal conversou com a odontopediatra Ana Claudia Fonseca, com dez anos de experiência na área.

 hematoma-de-erupcao-odontoblog

Hematoma de erupção – foto: reprodução Internet

“Apesar da expressão não ser muito desconhecida, qualquer criança está sujeita a ter hematoma de erupção. O problema começa com um inchaço na gengiva, também denominado de cisto de erupção. Geralmente, tem a cor clara, mas devido aos traumas na região, até mesmo pela mastigação, o cisto evolui para um hematoma que apresenta uma cor arroxeada, devido à presença de sangue, fazendo com que o dente tenha dificuldade de nascer”, explica a odontopediatra.

O tratamento na fase do cisto de erupção, muitas vezes, não é necessário. Apesar dos incômodos, como febre, irritação e falta de apetite, o dente pode sair sozinho. Mas, caso isso não aconteça, e o cisto se transforme em um hematoma, é necessário um pequeno procedimento cirúrgico.

Segundo Ana Claudia Fonseca, o procedimento é “uma pequena incisão cirúrgica; algo simples e rápido”. Após o procedimento, é recomendado à limpeza na região e consumo de alimentos gelados. Também é essencial consultas de rotinas ao dentista e a higiene bucal do bebê.

A odontopediatra também enfatiza que, apesar de não ter como evitar o aparecimento do hematoma de erupção, é extremamente necessário o acompanhamento especializado. “Nem todo inchaço é hematoma e por isso é importante sempre levar a criança a um profissional para ser avaliado e ter um diagnóstico correto. Ter o costume de levar seu filho à odontopediatra é essencial à saúde bucal do bebê. Prevenção é o melhor caminho sempre!”, enfatiza Ana Claudia.

Leia também: Paciência e informação: a melhor receita para introdução alimentar

Dor e muito incômodo

A fotografa Aline Fidelix, 28, viveu dias complicados com o filho Theo, de um ano e sete meses, até descobrir o verdadeiro incomodo que tinha se tornado o processo de nascimento dos dentes da criança, que chorava muito e não se alimentava direito.
“Eu tinha acabado de dar banho nele e fui olhar a boquinha, coisa que sempre faço. Foi quando vi que na gengiva do lado direito, bem em cima, tinha uma bola inchada e bem roxa. Aquilo me assustou na hora,” conta a mãe.

Após o susto, Aline relatou o que tinha descoberto a um grupo de apoio a mães no WhatsApp, e foi uma das integrantes que mencionou o termo hematoma de erupção, até então desconhecido por ela. Somente depois de várias pesquisas e leituras, entendeu o que era o inchaço arroxeado na gengiva do seu filho.

Leia também: Amamentação pode ajudar no combate à obesidade infantil, diz OMS

Mesmo de consulta marcada com a odontopediatra, os pais do Theo cogitaram a hipótese de levá-lo à um atendimento de emergência, devido aos incômodos que o problema causa no bebê, como febre e irritação. “Um dia antes da consulta, o pai dele e eu ainda pensamos em leva-lo a um pronto-socorro, por que a situação já estava extrema. Ele gritava de dor, não comia nada, nem alimentos cozidos ou gelados,” relata Aline.

No caso do Theo, o procedimento foi necessário e segundo a mãe, alguns minutos após o fim do procedimento, o filho já apresentava melhoras. “Na consulta, a odontopediatra Ana Claudia foi super atenciosa e confirmou que realmente se tratava de um hematoma de erupção. Ela fez a intervenção, um pequeno corte na gengiva, para liberar o sangue e ajudar na passagem do dentinho. O procedimento não durou nem dez minutos e eu vi uma melhora imediata,” Conta Aline.

Aline Fidelix e Theo – foto: arquivo pessoal

 

Thayssa Pinheiro

Especial Filhos&Tal