Cuidado Infantil

“Mães, não comprem cadeira que gira”, diz Fersoza, após experiência Cadeiras de refeição para bebês com o modelo móvel não foram bem recebidas pela mãe e atriz

 | 

Sabe aquelas cadeiras de refeição para bebês? Então, “não comprem a [opção] cadeira que gira”, defendeu a mamãe Thais Fersoza, em seu Instagram, nesta terça (1). Em uma série de stories com dicas para suas seguidoras  mãezinhas (e também para futuras), a atriz, casada com o cantor Michel Teló, explicou seu ponto de vista baseado em experiência própria.

“Uma coisa é fato. A nossa mesa lá de casa, de São Paulo, a gente comprou antes das crianças nascerem. A cadeira gira. Mães, não façam isso. Mulheres que pretendem ser mães, não comprem cadeira que gira. É uma benção [cadeira fixa], tô achando maravilhoso isso aqui”, contou a mamãe do casal Melinda e Teodoro Teló, de quatro e três anos.

A reflexão surgiu após ela mostrar em um vídeo o seu filho mais novo tentando sair de uma das cadeiras de refeição para bebês no modelo fixo. Como o assento estava encostado à mesa de jantar, Teodoro não teve sucesso em ‘escapar’ da cadeirinha.

Confira o vídeo:

Qual modelo escolher

O fórum Baby Center Brasil reúne dúvidas e dicas de mamães de todo o País. Uma das questões levantadas por uma internauta foi justamente ‘qual a melhor opção de cadeiras de refeição para bebês’.

“Queria comprar uma, porém não sei qual modelo é mais legal. Vi algumas que se prendem na cadeira de casa. Qual é melhor, a de pé ou a que fica na cadeira da casa?”, escreveu a mãezinha.

Leia também: Cadeirinhas para bebês nos supermercados: todo cuidado é pouco, saiba porquê

Em resposta a ela, várias vozes da experiência materna decidiram ajudar. “Eu preferi a que prende na cadeira. Dá para carregar para qualquer lugar, é fácil de limpar e de guardar”, escreveu um perfil.

Enquanto a da resposta acima gostava mais do modelo que ‘prende na cadeira’, outra via muito mais vantagem no estilo ‘cadeirão’.

tipos_cadeira_alimentacao

Modelos de cadeiras de refeição para bebês

“Eu comecei a usar o caldeirão agora que a bebê senta sozinha. Ela realmente ocupa muito espaço, mas a bebê adora porque tem um espaço só dela. Estou dando alimentos em pedaços para ela se alimentar sozinha, então estou gostando muito”, contou uma mãe.

Dentre as dicas de cadeiras de refeição para bebês, os perfis preferiram a que se adaptava melhor aos seus pequenos. Uma mãezinha certamente deu uma dica de ouro: “a melhor cadeira é aquela que cabe no seu orçamento, que não vai deixar cheia de dívidas pra pagar”, destacou a usuária.

Caso queira mais dicas, no vídeo abaixo, do canal ‘Macetes de Mãe’, você confere informações bem úteis para escolher bem a cadeirinha para o seu bebê, seja a fixa ou cadeira que gira.

Leia mais:

Não é fácil, mas dá para tornar a maternidade mais leve

O papel de avós na rotina das mães que precisam trabalhar

Waldick Junior

F&T