Bem-estar

Os desafios da higiene bucal das crianças em isolamento social

 | 

Não há dúvidas que a pandemia da covid-19 mudou por completo a rotina de cuidados com os filhos. Os desafios da higiene bucal das crianças em isolamento social, por exemplo, estão entre os maiores para os pais. Afinal, com mais tempo em casa, elas tendem a comer mais, e a vigilância com a limpeza dos dentinhos precisa ser redobrada, inclusive para prevenir problemas mais graves que levem à necessidade de sair do isolamento.

Além disso, o Ministério de Saúde orientou o fechamento de alguns serviços não essenciais, entre eles, o serviço odontológico eletivo, estando, portanto, suspensas as consultas de rotina e prevenção para a saúde bucal.

Com alguns cuidados, porém, é possível manter em dia a higiene bucal das crianças em isolamento social. Para isso, a principal dica da odontopediatra Andreiny Duarte é manter uma rotina organizada, com hora certa para dormir, acordar e fazer as refeições, além é claro de manter uma alimentação saudável, evitando o quanto possível o excesso de doces e carboidratos.

A escovação precisa ocorrer no mínimo três vezes ao dia, após as principais refeições, mas, se possível, a higiene bucal das crianças deve ocorrer sempre que elas comerem algo, principalmente se forem alimentos não naturais. Mesmo os bebês precisam desses cuidados e a escovação adequada deve começar desde o nascimento dos primeiros dentinhos.

Leia também: As melhores dicas sobre como higienizar os dentes do bebê

“A principal escovação é a noturna, e tem que ser feita depois de todas as alimentações, pois, à noite, o nosso fluxo salivar diminui e isso faz com que a boca fique mais propícia a ter problemas como cárie, então é indispensável à escovação noturna”, orienta a dentista.

Creme e fio dental são itens indispensáveis à higiene bucal das crianças, e no isolamento social não é diferente.

A doutora Andreiny Duarte lembra que os pais devem ficar atentos à quantidade de pasta na escova, pois existe uma quantidade adequada, conforme idade da criança, e também fazer o uso do fio dental. “O creme dental tem que conter flúor em sua composição, sendo essa quantidade de 1100 PPM de flúor. Se os dentes forem bem próximos, o uso do fio dental é indispensável, independentemente da idade”, explica a especialista.

Com este novo momento, é normal os pais e responsáveis sentirem dificuldade em fazerem a higiene bucal nas crianças, mas a odontopediatra explica que a introdução do hábito da escovação deve ser feita seguindo normalmente a rotina da família. Mostrar que a hora de escovar os dentes pode ser divertida, é uma das alternativas, além de serem exemplos para os filhos, pois as crianças assimilam com maior facilidade quando vêem os pais fazendo as atividades de casa.

“Escovar junto, na frente do espelho, pra criança observar o momento da escovação, é uma ótima escolha. Também, sempre que puder, mudar o sabor do creme dental para criança não enjoar. Fazer daquele momento o mais agradável possível, como se fosse uma brincadeira. Isso faz com que a criança guarde para si que aquele momento e agradável e bom, e não obrigação”, recomenda a dentista.

Leia também: Saiba como proteger as crianças durante pandemia de covid-19

Cuidados com aparelhos ortodônticos

Os cuidados com a higiene bucal são validos para toda a família, porém, têm que ser redobrados com as pessoas que usam aparelhos nos dentes. A recomendação da dentista Rafaela Magda é de reforçar a escovação, o uso do fio dental e o uso de antisséptico bucal, para evitar possíveis idas ao dentista neste período de quarentena.

“Os aparelhos são excepcionais para manter seus dentes saudáveis, mas precisam de cuidados especiais. Quem faz uso, é importante manter higiene e redobrar a atenção na hora de morder os alimentos. Estes não podem causar tanta pressão ao aparelho, pelo risco de soltar os chamados brackets, peças que ficam coladas aos dentes”, explica Magda.